Das 51 audiências de conciliação, instrução e julgamento de usucapião, realizadas entre os dias 13 e 17 deste mês, na 6ª Vara Cível da comarca de Porto Velho, a Defensoria Pública do Estado de Rondônia (DPE-RO) obteve êxito em 50 processos, com pedido de desistência em uma única ação.

A juíza titular dessa Vara Cível, Rosemeire Conceição dos Santos Pereira de Souza, com a cooperação do juiz substituto Gleucival Zeed Estevão, reconheceu o direito a usucapião dos moradores do bairro Aponiã, em desfavor da empresa Ego - Empresa Geral de Obras S/A, por considerar amplamente comprovado pelos autores a posse mansa, pacífica e ininterrupta durante o período legal.

As alegações da empresa requerida foram uma a uma afastadas nas sentenças proferidas. Essas ações de usucapião são frutos do "Convênio Uso Campeão" assinado pela Defensoria Pública e o Município de Porto Velho, na tentativa de promover a regularização fundiária na cidade e assegurar os direitos dos possuidores legítimos que ocupam os imóveis, em regra, há mais de 15 anos.

O defensor público Miller Freire de Carvalho, que atuou em substituição exclusivamente nessas audiências, esclareceu que "essas sentenças são muito bem vindas, não apenas por terem reconhecido o direito dos requerentes, mas principalmente porque configuram precedentes na comarca, já que até então os demais juízes insistem em extinguir o processo sem a análise do mérito".

Em regra, os demais juízes têm entendido que como a área das partes requerentes compõe uma área maior remanescente de quadras do bairro, sem a devida identificação, inclusive com o georreferenciamento, não há a possibilidade de efetivação de uma possível decisão de procedência junto aos Cartórios de Registro de Imóveis. Contra essas sentenças, a Defensoria Pública tem interposto recurso de apelação, mas o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia ainda não proferiu uma decisão sobre o tema.

De qualquer forma, segundo Miller, as sentenças proferidas durante a semana passada, nas audiências da 6a Vara Cível determinam que, após o trânsito em julgado, o Município de Porto Velho - Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Habitação – Semur, seja oficiado, para providenciar o desmembramento da área usucapida, por georreferenciamento, no prazo de 30 dias, com a elaboração da respectiva certidão para futuro registro junto ao serviço registral.

Fonte: Ascom DPE/RO

Quem somos

O Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais (Condege) congrega Defensores-Gerais de todos os Estados do Brasil, do Distrito Federal, além de representantes de associações nacionais de Defensores Públicos.
SIA Sul Trecho 17, Rua 07, Lote 45, 3º Andar, Sala 301, Bairro Zona Industrial, Cidade Guará, Brasília/DF
(61) 2196-4457
presidencia@condege.org.br

Assessoria

Gabinete da Presidência
E-mail:  presidencia@condege.org.br
Telefones: (61) 2196-4457
Whatsapp: (61) 98349-5546

Assessoria de Comunicação
E-mail: comunicacao@defensoria.df.gov.br
Telefone: (61) 2196-4323 | 2196-4324
Celular: (61) 99828-6632

 

Newsletter

Assine para receber nossas últimas novidades!