A Defensoria Pública do Distrito Federal sediou, na segunda (23/09), a 33ª Sessão Ordinária do Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais (Condege). Participaram da reunião Defensores Públicos-Gerais e Subdefensores Públicos-Gerais de 17 estados e do Distrito Federal. São eles: DPE-AM, DPE-AC, DPE-PB, DPE-RJ, DPE-MG, DPE-RN, DPE-MT, DPE-ES, DPE-SE, DPE-RS, DPE-MA, DPE-PI, DPE-SC, DPE-MS, DPE-TO, DPE-RR e DPE-RO. Também esteve presente à reunião o presidente da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep), Pedro Paulo Coelho. A próxima reunião do Colegiado acontecerá no dia 25 de outubro, na Paraíba.

Na abertura da reunião, o Subdefensor Público-Geral do DF, Danniel Vargas, deu as boas-vindas a todos, justificou a ausência da defensora pública-geral do DF, Maria de Nápolis, e colocou a Defensoria Pública do DF à disposição dos demais colegas.

O presidente do Condege e Defensor Público-Geral de Pernambuco, José Fabrício Silva de Lima, ressaltou a importância do trabalho de cada Defensoria Estadual. “Agradeço a cada defensor público-geral pela atenção que vem dispensando ao nosso colegiado. Nós temos uma pauta que precisa de todos os estados para continuarmos a trilhar um caminho de sucesso e de conquistas”, afirmou.

Na oportunidade, na presença do ministro André Veras Guimarães, diretor do Departamento de Segurança e Justiça do Ministério das Relações Exteriores, foi debatida a possibilidade de protocolo entre o Condege e o Ministério das Relações Exteriores para participação de DPEs – por meio do Colégio – em fóruns internacionais sobre temas de interesse da Defensoria Pública.

“Minha vinda aqui a convite do presidente do Condege busca trazer a questão de que a sociedade só vai avançar quando conseguirmos ter avanços internos. É fundamental que, ao chegar no momento de decisão, haja consenso. É preciso que os órgãos possam acompanhar e ter registros. Esse trabalho que os senhores vão decidir se farão ou não vai necessitar de um segmento. A partir do momento que definirmos certos compromissos, é muito importante que a Defensoria participe dos processos. Pois quanto mais conseguirmos definir os fatores, mais forte será a execução”, disse o ministro André Veras Guimarães.

Também estiveram na pauta da reunião os seguintes assuntos: apresentação, por parte da Defensoria Pública do DF, de práticas exitosas, de gestão e da área finalística; e requerimento do Comitê Nacional do PJE, integrante do CNJ, sobre informações das Defensorias Públicas acerca de possíveis demandas do Condege não atendidas sobre o PJE, bem como quais se apresentam de forma mais urgente, além de outros assuntos.

Condege – O Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais (Condege) é uma associação civil de âmbito nacional que funciona como órgão permanente de coordenação e articulação dos interesses das Defensorias Públicas existentes no Brasil.

Redação: ASCOM DPE-DF

Quem somos

O Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais (Condege) congrega Defensores-Gerais de todos os Estados do Brasil, do Distrito Federal, além de representantes de associações nacionais de Defensores Públicos.
SIA Sul Trecho 17, Rua 07, Lote 45, 3º Andar, Sala 301, Bairro Zona Industrial, Cidade Guará, Brasília/DF
(61) 2196-4304 / (61) 2196-4300
presidencia@condege.org.br

Assessoria

Gabinete da Presidência
E-mail:  presidencia@condege.org.br
Telefones: (61) 2196-4304 | 2196-4300
Whatsapp: (61) 98349-5546

Assessoria de Comunicação
E-mail: comunicacao@defensoria.df.gov.br
Telefone: (61) 2196-4323 | 2196-4324
Celular: (61) 99828-6632

 

Newsletter

Assine para receber nossas últimas novidades!