Comissão de Defesa da Mulher do Condege define ações para 2017

A Comissão Especial para Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher do Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais (Condege) pretende realizar seminários em todo o país para discutir o papel dos
 agentes do direito e da mídia na revitimização das mulheres que sofreram violência doméstica e familiar. Os seminários acontecerão em diversos estados brasileiros de maio a agosto deste ano, conforme o calendário de cada Defensoria Pública. A ação foi definida na manhã desta sexta-feira (05/05), após reunião da Comissão, realizada na Defensoria Pública do Estado de Goiás, em Goiânia.

Além de Goiás, outros oito defensores e defensoras públicos dos estados do Rio de Janeiro, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Tocantins e do Distrito Federal participaram do encontro. De acordo com a coordenadora da Comissão, defensora pública do DF Dulcielly Nóbrega de Almeida, a estratégia é discutir o discurso da mídia quando trata da violência sofrida pelas mulheres para que ela não se torne, novamente, uma vítima em razão do preconceito e do machismo.

Além dessa estratégia, foram discutidos outros temas como aplicação da Lei Maria da Penha jovens abaixo de 18 anos, guarda unilateral em caso de violência doméstica, entre outros assuntos.

De acordo com o defensor público goiano Rafael Brasil Vasconcelos o encontro foi importante para conhecer o histórico dos
núcleos de defesa da mulher das Defensorias Públicas de outros estados e contribuir para que a DPE-GO avance na constituição de um núcleo especializado no atendimento às vítimas de violência doméstica. A defensora pública-geral, Lúcia Silva Gomes Moreira, recebeu os defensores e defensoras públicas e adiantou que a constituição de um núcleo especializado é pauta de discussões da Defensoria de Goiás.

Ascom/DPE-GO

 

 

 

 

| Imprimir | E-mail

United Kingdom gambling site click here