Notícias

Comissão do Condege discute interrogatório de adolescentes em conflito com a lei

 

A Comissão de Promoção e Defesa da Criança e do Adolescente do Conselho Nacional de Defensoras e Defensores Públicos-Gerais (Condege), juntamente com a Comissão da Infância da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep), se reuniu por videoconferência nessa quarta-feira, 27, para discutir os efeitos do Habeas Corpus (HC) nº 212693.

O foco da reunião era debater a ordem processual do interrogatório do adolescente, nas ações em que se apura a prática de ato infracional. “É um assunto importante, que precisamos estar atentos para garantirmos uma defesa adequada e efetiva desses adolescentes”, destacou o Coordenador da Comissão, Defensor Público do RJ Rodrigo Azambuja Martins.

O encontro contou com a participação de 35 defensores públicos de vários estados que atuam na área da infância e juventude.

///

Reportagem: Gisele França/Comunicação Condege