Notícias

Condege participa de reunião com CNJ para discutir mutirão carcerário no estado do Amazonas

 

 

O Conselho Nacional das Defensoras e Defensores Públicos-Gerais (Condege) participou de uma reunião do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para discutir a possibilidade de um mutirão para análise da situação carcerária no estado do Amazonas.

Durante o encontro, que aconteceu por videoconferência na quarta-feira, 6, o defensor público-geral do Mato Grosso, Clodoaldo Queiroz, que na ocasião representou o Condege, reafirmou a parceria e colocou o Conselho à disposição para contribuir com o evento.

Segundo o Defensor Público-Geral, como as tratativas estão no início, ainda não se tem a forma e as condições que o mutirão será realizado, a princípio, na Capital, Manaus. “O CNJ está diligenciando, buscando parcerias, em razão de uma determinação da Corregedoria Nacional de Justiça, que determinou a realização desse mutirão no Amazonas. Tempos atrás houve um, e nesse novo mutirão, além de novas diligências, a intenção também é avaliar a evolução desde a primeira edição para a situação atual”, explicou Clodoaldo Queiroz.

A reunião foi presidida pelo coordenador do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas do CNJ, Luís Geraldo Sant’Ana Lanfredi, e contou com presença, também, do defensor público-geral do Amazonas, Ricardo Queiroz de Paiva, a secretária de Atuação no Sistema Prisional e Conselhos Penitenciários da Defensoria Pública da União, defensora pública federal Mariana Mendes Lomeu e o secretário-geral de Articulação Institucional da Defensoria Pública da União, defensor público federal Gabriel Saad Travassos do Carmo.